artigo do Wikinotícias ... "As famílias africanas são muito largas, mas infelizmente os nossos antepassados nunca escreveram,” diz Kachamila....

Agência VOA

"As famílias africanas são muito largas, mas infelizmente os nossos antepassados nunca escreveram,” diz Kachamila.

24 de março de 2017

John Kachamila, combatente da luta de libertação e antigo ministro moçambicano, lançou esta semana em Washington D.C. o livro “From the Rift Valley to the Dream of Freedom”.

O livro foi inicialmente publicado em Português com o título “Do Vale do Rift ao Sonho da Liberdade: Memórias de Lissungo”.

Partilhar parte da história do seu país é uma das motivações de Kachamila.

“Temos um princípio em Moçambique que diz que temos que contar a história da luta de libertação, porque se morreremos, a história também vai morrer”, conta.

Além disso, continua, “a minha paixão foi tentar identificar a minha família; as famílias africanas são muito largas, mas infelizmente os nossos antepassados nunca escreveram”.

O livro inclui crónicas sobre a sua carreira na politica, vida privada e memórias da sua família.

John Kachamila nasceu em Janeiro de 1946, em Lunguawa, no distrito do Lago, na província de Niassa. Juntou-se à Frente de Libertação de Moçambique em 1963.

Viveu 10 anos na Jugoslávia, onde fez estudos superiores em geologia e minas.

No governo de Moçambique, Kachamila, entre outros cargos, foi ministro para a Coordenação da Acção Ambiental e dos Recursos Minerais e Energia.

Fontes

Compartilhe
essa notícia:




  Go to top  

This article is issued from web site Wikinews. The original article may be a bit shortened or modified. Some links may have been modified. The text is licensed under "Creative Commons - Attribution - Sharealike" [1] and some of the text can also be licensed under the terms of the "GNU Free Documentation License" [2]. Additional terms may apply for the media files. By using this site, you agree to our Legal pages [3] [4] [5] [6] [7]. Web links: [1] [2]